Buscar
  • Rodrigo Dutra

Realidade Aumentada e Virtual aplicada à construção civil


Provavelmente você já ouviu falar sobre alguma das modernidades que estão surgindo fazendo o uso de realidade aumentada e virtual, mas sabe de fato o que elas são? Primeiramente, é importante salientar que Realidade Aumentada (RA) e Realidade Virtual (RV) são conceitos diferentes: enquanto a primeira consiste em uma tecnologia que permite integrar elementos virtuais a um ambiente físico, a segunda diz respeito à criação de um ambiente virtual no qual o usuário é imerso (o “Metaverso” é um bom exemplo de aplicação da RV). Sendo assim, é inegável o potencial de inovação que acompanha ambas as ferramentas, principalmente no que tange à Realidade Aumentada, uma das fortes tendências no contexto da indústria 4.0, especialmente no ramo da construção civil, e é sobre isso que falaremos neste texto!


RA na construção civil


O quão agregador seria para os funcionários de um canteiro de obras a projeção em realidade aumentada do resultado final do projeto ainda durante o andamento da obra? O quão mais claro estaria o passo a passo de procedimentos e instalações de equipamentos? O quão menor seria a ocorrência de erros de execução? É devido a possibilidade de responder às perguntas anteriores que a RA se faz tão inovadora e importante para o futuro da construção civil.


Antes de falarmos sobre a aplicação da tecnologia em si, é interessante saber os responsáveis pela sua acessibilidade. Na maioria das vezes, os dispositivos que protagonizam uma experiência aumentada são óculos especiais (criam a experiência de imersão e “transporte”), sensores de manipulação (capazes de capturar o movimento do corpo) e aplicativos (representam a integração do mundo virtual ao mundo físico em telas de smartphones e tablets). Na situação hipotética levantada pela primeira pergunta do parágrafo acima, por exemplo, seria possível que profissionais enxerguem modelos do projeto através das lentes por meio de óculos especiais. Assim, poderiam certificar-se de maneira mais intuitiva sobre a conformidade do que está sendo executado, além de, nas épocas em que o trabalho remoto se faz necessário, poder acompanhar os acontecimentos da obra sem precisar estar fisicamente nela.


Baseado nas possibilidades acima, podemos dizer que o futuro das edificações é promissor. Um dos conceitos mais trabalhados atualmente é o de “captura da realidade”, que, como o nome sugere, trata-se do escaneamento de um ambiente real que capta todas as informações relevantes para um projeto digital. Dessa forma, é possível fazer o levantamento de informações de maneira mais precisa e rápida do que as opções tradicionalmente utilizadas. Além disso, ela permite a integração ao modelo BIM, já que, brevemente explicando, criam pontos de referência para um terreno (terrestrial lasers scanners), fotografam seus diferentes ângulos (fotometria) e capturam imagens aéreas (drones), tudo isso com o fim de criar o projeto em 3D precisamente, traduzindo o resultado em hologramas de maquetes digitais. Sendo assim, a utilização desses aplicativos proporciona uma visão mais exata do que será construído, dos materiais, das instalações, do estudo do ambiente, do funcionamento do projeto, do passo a passo, enfim, de tudo aquilo que pode ter seu entendimento facilitado quando representado “além do 2D”.

E não somente durante a execução da obra a Realidade Aumentada se faz presente. Durante a venda de um empreendimento, por exemplo, o quão agregador seria para a experiência do cliente fazer uma visita imersiva (tour virtual) ao imóvel em planta? Ou até mesmo na hora de oferecer um projeto de Arquitetura de Interiores, o quanto se sentir dentro de um ambiente poderia influenciar na decisão final do possível cliente? Fica claro como a RA diversifica a apresentação e entrega de produtos, pois a imersão bidimensional ou tridimensional para aumentar a interatividade do contratante com o produto solicitado está diretamente ligada aos princípios de jornada de sucesso do consumidor.

É evidente que essas ferramentas podem beneficiar arquitetos, engenheiros e as equipes de construção como um todo, aumentando a precisão e eficiência dos processos, reduzindo custos e otimizando tempo. Além disso, proporcionam condições favoráveis para uma ótima experiência do cliente, que, no final das contas, é o ponto mais importante no nosso trabalho!


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo